A fisioterapia no tratamento da osteoporose

O paciente com Osteoporose geralmente só sabe que tem a doença após alguma fratura. Esse é o sintoma mais claro da fragilidade óssea e também o mais sério. A perda da densidade óssea é um quadro que precisa ser controlado para que o paciente continue tendo qualidade de vida. Para isso, muitos médicos indicam a fisioterapia no tratamento como uma atividade física assistida.

Benefícios da fisioterapia para a osteoporose

A fisioterapia não permitirá a cura da Osteoporose, mas ajudará a retardar o desenvolvimento dos sintomas, além de prevenir complicações, como deformidades e fraturas ósseas. Conheça os benefícios da fisioterapia para a Osteoporose e quais exercícios são mais indicados no tratamento.

Por também ser uma atividade física, ela também ajuda na fixação do cálcio nos ossos. Seus  maiores benefícios para a Osteoporose são: o fortalecendo de músculos, ossos e articulações e a melhora da flexibilidade e do equilíbrio, o que é fundamental para evitar quedas. Os exercícios também contribuem para o condicionamento física e os sistemas cardiovascular e respiratório.

Exercícios personalizados para cada paciente

Assim como um educador físico, o fisioterapeuta também fará um planejamento de exercícios individualizado, de acordo com as necessidades do paciente. Ou seja, seu condicionamento físico e seus sintomas que irão determinar que atividades devem ser feitas, com que frequência e intensidade. Isso faz com que as sessões sejam mais eficientes, afetando exatamente as áreas do corpo que mais precisam.

Mas vale lembrar que apenas a fisioterapia não será suficiente, se a pessoa também não tiver uma alimentação saudável, rica em cálcio e vitamina D. Também é recomendada a exposição diária ao sol por cerca de 15 minutos, no início da manhã ou fim da tarde.

Alguns exercícios recomendados

Há uma série de exercícios que podem ser feitos, de acordo com o perfil do paciente. Quem irá determinar é o próprio fisioterapeuta, após fazer uma avaliação.

  • Exercícios posturais: melhoram a postura, a força e a flexibilidade, o equilíbrio e a coordenação.
  • Alongamentos: ajudam no equilíbrio e a aumentar a amplitude dos movimentos, além de preparar a musculatura antes da atividade física e relaxar logo após.
  • Exercícios de fortalecimento muscular: assim como a musculação em academias, esse tipo de atividade pode ser feito com pesos de diferentes cargas.
  • Cinesioterapia: fortalece a musculatura e as articulações, e aumenta a flexibilidade, sobretudo em caso de dor ao se locomover. Nessa modalidade, o tratamento é feito através de movimentos livres, assistidos ou de resistência.
  • Hidroterapia: pode ser complementar a outros exercícios. Por ser feita em piscina aquecida, a hidroterapia ajuda a aliviar a dor pela ação analgésica do calor da água. Os movimentos são feitos com mais facilidade, por conta da redução da gravidade e o impacto é menor. Essa modalidade ajuda na coordenação e na flexibilidade, além de trabalhar a musculatura e as articulações. Também é possível treinar marcha subaquática.

Conheça outros tratamentos possíveis para a Osteoporose.

Inscreva-se na newsletter

Receba dicas da Osso Forte para cuidar da sua saúde

>>

    Inscreva-se na newsletter

    Receba dicas da Osso Forte para cuidar da sua saúde