Existe relação entre artrose e osteoporose?

Para que nossos ossos não se choquem quando nos movimentamos, existem tecidos protetores chamados cartilagens, que são compostas sobretudo por água. Porém, quando as cartilagens se desgastam, aumenta o atrito, causando dor. É isto que chamamos de artrose ou osteoartrose.

Assim como a Osteoporose, essa doença surge com o avançar da idade e não tem tratamento. No entanto, os especialistas ainda não conseguem afirmar se há ou não uma relação entre as doenças, seja de causa e consequência ou mesmo de excludência.

Ainda assim, entender sobre as causas, sintomas e como se cuidar é importante para evitar o desenvolvimento ou a piora do quadro de artrose em pessoas acima de 40 anos.

Como a artrose se manifesta

A artrose afeta tanto as grandes quanto as pequenas articulações. O mais comum é que os sintomas sejam percebidos nas mãos, coluna, joelhos e coxofemorais (ligação da coxa com o quadril).

Ao contrário da Osteoporose, que atinge sobretudo as mulheres, a artrose não diferencia o sexo. Ela atinge igualmente a homens e mulheres, especialmente pessoas acima dos 40 anos.

Estima-se que cerca de 80% a 90% dos pacientes nessa faixa etária demonstram sinais de osteoartrite no raio-X, mesmo sem manifestar sintomas. No entanto, as queixas podem aparecer com o envelhecimento.

Principais sintomas da osteoartrite

A evolução da osteoartrite é lenta, mas pode piorar com os anos. Pacientes que apresentam sintomas podem sentir:

Causas dos danos às articulações

É natural que a osteoartrite surja à medida que envelhecemos, mas o quadro pode ser acentuado por outros fatores. Por isso existem as causas primárias e secundárias.

No primeiro caso, o sedentarismo e obesidade são fatores de risco. Porém, o excesso de atividades físicas também pode comprometer as articulações, especialmente se envolver exercícios com impacto. O mesmo acontece ao fazer esforços repetitivos.

Já no segundo caso, a artrose pode ser uma consequência  de traumas, doenças reumatológicas inflamatórias, necrose óssea, injeções intra-articulares repetidas de cortisona, doenças congênitas do esqueleto, doenças metabólicas e endócrinas, e doenças que comprometem os nervos periféricos, etc.

Tratamento

Para tratar a artrose, é necessário procurar um reumatologista ou ortopedista. No entanto, assim como a Osteoporose, essa doença não tem cura. Por isso, o que pode ser feito é reduzir os sintomas, como a dor e as limitações do movimento. Isso permite que o bem-estar do paciente e as atividades do dia a dia não sejam comprometidos.

Para isso, em geral é recomendada a prática de alongamentos e atividades que fortaleçam a musculatura, sem exigir demais das articulações. O exercício físico deve ser feito de maneira equilibrada, com acompanhamento profissional, intervalos de descanso e uma boa alimentação. A fisioterapia também pode ser uma alternativa, assim como exercícios aeróbicos como natação e caminhada.

Em caso de dor, podem ser utilizados analgésicos entre outros medicamentos com prescrição médica. Em alguns casos, o paciente pode desenvolver inflamações no local ou ter a necessidade de tomar injeção intra-articular ou passar por cirurgia.

Agora que você já aprendeu o que é a artrose, quais seus sintomas e tratamentos, saiba o que é a Osteoporose. Confira nosso artigo completo sobre o tema.

Inscreva-se na newsletter

Receba dicas da Osso Forte para cuidar da sua saúde

>>

    Inscreva-se na newsletter

    Receba dicas da Osso Forte para cuidar da sua saúde