Emagrecimento saudável

Saiba como emagrecer sem prejudicar a saúde dos ossos

Com a chegada do verão, as buscas por formas de emagrecimento são realizadas com mais frequência. O que acontece muitas vezes são dietas radicais indicadas por conhecidos ou pela Internet, sem nenhuma indicação profissional, que resulta em efeitos inversos e até mesmo na deficiência de certos nutrientes. 

Emagrecer não é sinônimo de perda de qualidade de vida e você pode ter bons resultados ao respeitar uma rotina e, principalmente, os limites do próprio corpo. Neste artigo, você vai conhecer os principais cuidados a serem tomados durante o processo de emagrecimento.

O perigo das dietas radicais

Por ser um processo um pouco demorado, algumas pessoas acabam seguindo recomendações amadoras sobre como perder peso de forma rápida e eficaz. Acontece que esses procedimentos colocam a sua saúde em risco, visto que a dieta ideal pode variar de paciente para paciente, de acordo com idade, gênero e estilo de vida. O resultado disso pode ser bem prejudicial, como desnutrição (devido a falta de nutrientes necessários numa alimentação regular), estresse, fraqueza e até transtornos alimentares. 

O excesso de exercícios físicos também pode prejudicar o processo de emagrecimento. Isso porque o cansaço causa a diminuição do desempenho e leva ao desânimo. Há também uma grande chance de quedas e fraturas durante a prática exaustiva de exercícios.

Se você pretende iniciar um processo de emagrecimento saudável, busque o acompanhamento de um profissional especializado para que ele faça as avaliações e exames necessários para identificar a melhor dieta para você!

Consequências na saúde dos ossos

Algumas restrições vistas nessas dietas radicais incluem alimentos como leite e seus derivados. Sabemos que o leite não é a melhor fonte de cálcio, mas a exclusão desses alimentos podem reduzir os níveis do nutriente no organismo e impedir a manutenção necessária para a saúde óssea, o que pode gerar o enfraquecimento e até a quebra dos ossos.

Os passos principais para uma dieta saudável

Boa alimentação

Antes de qualquer coisa, siga as orientações de um nutricionista para avaliar quais nutrientes são necessários para manter sua dieta equilibrada. Os alimentos processados, ricos em açúcar e sal, são os primeiros a serem evitados.

É recomendado o consumo de alimentos com baixo teor calórico e refeições mais naturais a base de frutas, legumes e verduras. Esse déficit calórico deve ser compensado com proteínas, gorduras, carboidratos, vitaminas e minerais, todos balanceados para que não haja desequilíbrio.

Uma boa alimentação também deve incluir a ingestão de líquidos, que mantém o corpo hidratado durante todo o dia e auxilia no transporte de nutrientes pelo organismo. Busque inovar nos pratos do seu dia a dia com receitas fáceis que incluam alimentos saudáveis, que possam te satisfazer e trazer bem estar.

Faça uma boa digestão dos alimentos

Ao mastigar e comer rápido, o cérebro não entende que o estômago está saciado com o que foi ingerido e te faz comer cada vez mais, sem a menor necessidade. Isso acontece principalmente quando estamos distraídos durante as refeições.

Respeite o momento de se alimentar e consuma de forma mais lenta. Adotar esse hábito permite que você saboreie a comida sem excessos. Alimentos ricos em fibras e nutrientes podem ajudar nesse processo te mantendo satisfeito por mais tempo. 

Também é importante para o metabolismo que haja o consumo de líquidos entre as refeições. Isso permite que os alimentos sejam digeridos de forma mais leve. Além de diminuir a fome e auxiliar na retenção de líquidos, a água ajuda na eliminação de toxinas pela urina.

Adote uma rotina de atividades físicas

Independente do seu objetivo, os exercícios físicos são recomendados para todas as pessoas como uma forma de manter a saúde em dia e melhorar o bem-estar. Segundo Bruno Costa, educador físico e integrante da Osso Forte, “hábitos saudáveis como boa alimentação, saúde mental, boa noite de sono e afins” são importantes aliados em casos de pessoa saudável ou com alguma patologia.

A atividade física também é responsável pela queima de calorias. Por isso, é importante entender que para se exercitar é preciso respeitar os próprios limites e avanços. Ele exige também uma boa alimentação para o seu melhor desempenho.

Dentre as opções de atividades físicas, opte por aquela que mais goste para melhorar seus resultados. Confira 5 sugestões de exercícios para começar a praticar o quanto antes.

Peça ajuda profissional

Ainda hoje, há algumas pessoas que preferem, por conta própria, seguir uma dieta à risca. Isso pode ser prejudicial à saúde e levar à anemia, por exemplo. Para emagrecer da maneira correta, é preciso seguir alguns cuidados com a ajuda de um profissional ou mesmo uma equipe multidisciplinar.

Faça uma avaliação com um nutricionista e, juntos, analisem qual a melhor dieta para o seu caso. Visite um especialista regularmente para realizar check-up e verificar os resultados da reeducação alimentar e se há necessidade de uma suplementação. E não deixe de procurar um educador físico ou fisioterapeuta.

Curtiu esse conteúdo? Para mais dicas, confira também 7 hábitos que pacientes com Osteoporose devem ter.

Inscreva-se na newsletter

Receba dicas da Osso Forte para cuidar da sua saúde

>>

    Inscreva-se na newsletter

    Receba dicas da Osso Forte para cuidar da sua saúde